Série Never Sky - Veronica Rossi

“Ária... todos se sentem perdidos às vezes. É a maneira de agir de uma pessoa que a distingue das demais. Nesses últimos dias você continuou seguindo em frente, apesar dos seus pés. Apesar de não saber o caminho... Apesar de mim.”

Autora: Veronica Rossi
Páginas: 336 o primeiro e 304 o segundo
Editora: Prumo
Sinopse primeiro livro: Em um cenário pós-apocalíptico, a população do planeta se dividiu entre aqueles que conseguiram esconder-se em cidades encapsuladas, conhecidas como núcleos, e as que sobreviveram nas áreas externas, mas tornaram-se primitivas. Através de um dispositivo eletrônico, os habitantes dos núcleos podem frequentar diferentes Reinos, cópias virtuais e multidimensionais do mundo que elas deixaram para trás. Neles se pode fazer qualquer coisa, ser qualquer pessoa, sem consequências no mundo real. Mundos sem dor, sem medo. As palavras dor e medo, porém, fazem parte do vocabulário cotidiano dos que vivem além das paredes dos núcleos.
“Pegou uma pedra e arremessou-a no córrego, tentando eliminar de sua mente a imagem dela experimentando a fruta. Tentando evitar tragar seu cheiro, como era de sua vontade.”
Comentário: como uma boa amante de distopias, estava eu procurando por algumas que eu ainda não tinha lido, o que já está um pouco difícil de achar, mas me deparei com a série Never Sky, e apesar de não gostar muito de ler séries que ainda não estão completas aqui no Brasil, me arrisquei a ler essa, afinal a nota no skoob estava 4.4 e eu não resisti hahaha Mas foi uma das melhores que já li!
“– Você teria uma boa ideia do que eu quero, nesse momento. - E o que seria? - Você, mais perto. - Perto, quanto? Ele ergueu a borda do seu cobertor..”
Enredo e Narrativa: logo no início nos deparamos com um grupo de adolescentes que vivem mais virtualmente do que na realidade. O mundo lá fora foi destruído tornando a sobrevivência um desafio, então um grupo de humanos vivem em cidades encapsuladas conhecidas como Núcleos, e para não causar confusão pelo enclausuramento diário, foi inventado um dispositivo eletrônico que permite aos habitantes visitarem diferentes Reinos, conforme a preferência de cada um. Os projetistas afirmam que esse sistema é melhor que a realidade, afinal não sentem dor ou medo e podem sentir cheiros, toques e sensações. Todos vivem bem até uma confusão acabar na expulsão de uma das habitantes do núcleo.

Ária pensa que que esse é seu fim, afinal a morte espreita do lado de fora, é impossível a sobrevivência, há tempestades de Éter que causam destruição por onde passam, fora animais selvagens e canibais à procura de comida.

O livro é contado cada capítulo por um personagem, variando entre dois deles, então temos a perspectiva dos dois, o que é interessante mas às vezes revoltante, afinal às vezes queremos saber o que acontecerá de um lado e do nada o capítulo acaba. Sei que essa é a intenção, mas é revoltante do mesmo jeito kkkkk

Gostei bastante da maneira como os personagens são desenvolvidos ao longo do livro, alguns de uma pessoa inocente e dependente até alguém capaz de tudo para sobreviver, até mesmo matar quando necessário. Achei que alguns personagens precisavam serem melhor explorados, mas no geral gostei bastante, afinal a história é contada por dois personagens, não tem como eles conhecerem à fundo cada uma das pessoas que os cercam.
“Ela achou que sentiria muito mais medo por estar ali fora, mas o acompanhante dela era a coisa mais assustadora daquele lugar.”
Conclusão: apesar de não poder dar meu voto final, afinal a série ainda não acabou e falta eu ler o resto, mas eu gostei bastante até aqui. O início do primeiro livro é mais explicativo e detalhado, mostrando o desenvolvimento dos personagens e o mundo que os cerca. Já o segundo parte mais para a ação, onde farão tudo para sobreviver antes que tudo que conhecem seja destruído. Como todo bom livro tem aqueles personagens que gostamos mais e aqueles que odiamos, mas no geral gostei bastante da forma como eles foram explorados. Recomendo a leitura à todos que gostem de uma boa distopia!

11 comentários. Clique aqui para comentar também.:

Diana Canaverde disse... [Responder comentário]

Oi Pati, tudo bem??
Menina estou com o primeiro livro dessa série aqui para ler e confesso que me empolguei lendo sua resenha... quando gostamos de um livro a espera do próximo é agoniante mesmo... eu gostei do enredo proposto, porque amo distopia então... imagine só o quanto fiquei ansiosa. Xero!

https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

Larissa Dutra disse... [Responder comentário]

Olá, tudo bem? Os livros parecem ser muito bons, fiquei doida para lê-los...

Beijos,
Duas Livreiras

Mayara Vieira disse... [Responder comentário]

Eu ainda não conhecia esses livros, mas adorei. Fiquei curiosa pra ler. Bjs

www.mayaravieira.com.br

Alice Duarte disse... [Responder comentário]

Oiii Paty

Dessa trilogia li só o primeiro livro. Achei a ambientação super interessante, amei a Aria e o Perry, mas te confesso que achei a narrativa meio arrastada em alguns momentos. Ainda assim, pretendo terminar a trilogia ainda este ano.

Beijos

Alice and the Books

Alessandra Salvia disse... [Responder comentário]

Oi Patrícia,
Lembro que eu passava pela vitrine da Livraria Nobel e namorava esse livro. Só que era tão caro que eu sempre priorizava outros.
Ele ainda não saiu da minha listinha. Espero ler em breve!
Beijos
http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

Sil disse... [Responder comentário]

Olá, Patricia.
Não comecei a ler ele ainda porque quero esperar lançar todos hehe. Engraçado quando você começou a resenha lá em cima falando sobre adolescentes que vivem mais virtualmente do que na realidade, e não está acontecendo isso já? hehe. Assim que lançar todos eu pretendo ler, porque me interessou muito.

Prefácio

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

@SilOlá! Também gostaria de ter esperadi viu, agora fiquei mega curiosa pra saber o que acontece kkkkk Concordo com vc, já vivemos muito virtualmente, mas ainda saimos, trabalhamos e comemos na vida "real" por assim dizer, no livro até isso eles faziam de mentira, não tinham nem contato com outras pessoas, abraços e beijos eram tudo virtualmente, e eu infelizmente acho que estamos no mesmo caminho!
Beijo!

O Que Tem Na Nossa Estante disse... [Responder comentário]

Oi Patrícia! Eu não conheço a série, mas quando lançar todos pretendo conferir, essa questão da virtualidade é bem interessante!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Priscilla Frasnelli Rocha disse... [Responder comentário]

Oi Pati, tudo bem?
Que bom que curtiu a série!
Eu até arranho no inglês, mas ainda não me arrisco a ler livros não traduzidos haha :(
Beijos,

Priih
Infinitas Vidas | Saiu o resultado do sorteio!

Magia é Sonhar disse... [Responder comentário]

Eu também não gosto de ler séries que ainda não estão terminadas, mas existe algumas que não consigo resistir.
Nos últimas dias li bastante sagas, séries e tal, então estou meio que querendo deixar elas um pouco de lado e ler livros únicos, mais rápidos... Porém me apaixonei por esses, nem tanto pela história (é ótima também) mas pelas capas e pelos títulos que são maravilhosos! Vou colocar na minha lista!
Magia é Sonhar | Sorteio de Marcadores de Página

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

@Magia é Sonhar Olá! Sempre tem aquelas que não resistimos né! Tbm sou assim, aí demora um tempão pra sair a continuação e quando sai tenho que reler de novo pra lembrar da história direito kkkkk Leia sim, é uma série bem interessante!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Topo